Vendas de consórcio crescem quase 25% no 2º semestre de 2016
Blog 0

Vendas de consórcio crescem quase 25% no 2º semestre de 2016

Development and growth concept. Businesswoman plan growth and increase of positive indicators in his business.

Em um 2016 marcado por retrações em diversas atividades econômicas, o Sistema de Consórcios fechou o ano com recuperação. As vendas de consórcio aumentaram 24,5% no segundo semestre em relação ao primeiro, passando de 1,02 milhões para 1,27 milhões de adesões.

Quase todos os segmentos do consórcio registraram aumento no segundo semestre, com exceção de motocicletas. Destaque para o consórcio de serviços, o único a apresentar acrescimento em todos os seus indicadores ao longo 2016, cujas vendas cresceram 58,6% no mesmo período. O consórcio de veículos leves também tiveram uma excelente recuperação, vendendo 55,7% mais cotas no segundo semestre. Em números absolutos, isso significa 238,7 mil cotas a mais. Vale destacar que o consórcio de veículos leves é o que conta com o maior número de consorciados ativos de todo o Sistema.

Apesar da retração de 5% nas vendas de consórcio de janeiro a dezembro de 2016, em comparação com 2015, os resultados do segundo semestre do ano passado foi 2,4% maior. O mês que registrou o maior número de adesões foi dezembro, com 236,5 mil cotas vendidas. Segundo análise da assessoria econômica da ABAC, esse comportamento costuma repetir-se anualmente, em função do acesso ao décimo terceiro salário, enquanto nos primeiros meses do ano esse volume tende a ser menor devido a gastos extras, como IPVA e compra de material escolar.

O Sistema de Consórcios em 2016 

Refletindo a crise econômica, o consórcio sentiu a retração nos seus indicadores em relação a 2015. O total de participantes ativos caiu de 7,17 para 6,98 milhões. O volume de crédito comercializado, que foi de R$ 2,28 milhões, caiu 6,4%, reflexo da pequena queda nas vendas de consórcio totais nos 12 meses.

As contemplações, que caíram 9,2%, beneficiaram 1,28 milhões de consorciados, para os quais foram disponibilizados R$ 39,42 bilhões, 3,7% a menos que em 2015. Já o tíquete médio apresentou alta, subindo de R$ 39,5 para R$ 41,7 mil.

Em 2016, segundo dados do Banco Central do Brasil, os negócios gerados pelo consórcio ajudaram o país com o pagamento de R$ 1,21 bilhão em tributos e contribuições, 16,3% a mais que no ano anterior. O patrimônio líquido ajustado do Sistema ficou em R$ 8,55 bilhões, 22,4% maior, e os ativos administrados, em R$ 172 bilhões, 6,8% a mais. A ABAC estima que foram mantidos ou gerados mais de 100 mil empregos diretos e indiretos.
O Blog da ABAC está publicando uma série de posts com os resultados positivos do Sistema de Consórcios em 2016. O próximo post destacará o crescimento no segmento de eletroeletrônicos. Leia também:

Consórcio amplia participação no financiamento imobiliário

Consórcio de veículos leves cresce em meio à crise

2016, o ano do consórcio de serviços